Wi-Fi público: conheça os riscos e saiba se proteger

Usar uma conexão grátis nem sempre é uma boa opção

20/02/2024 13 min.

Usar uma rede Wi-Fi pública parece tentador, não é mesmo? Porém, essa conexão fácil pode colocar seus dados em risco.

Para evitar dor de cabeça e navegar em segurança, você vai conferir neste post:

O que é Wi-Fi público
Quais os riscos ao acessar uma rede pública de internet?
Quando acessar uma rede pública?
8 dicas para se proteger ao usar Wi-Fi grátis

Vamos lá?

O que é Wi-Fi público?

A rede Wi-Fi pública é um sinal de internet aberto para qualquer pessoa se conectar. Geralmente, ela não possui uma senha ou, quando tem, é compartilhada, sem restrições.

Essa rede pública pode ser encontrada em cafés, shoppings, bibliotecas, aeroportos e bares, por exemplo. Muitas pessoas preferem se conectar a elas tanto por não ter internet disponível no celular ou computador, quanto para evitar gastar seus dados móveis.

Porém, este tipo de conexão traz vários riscos para o usuário, porque as redes gratuitas normalmente não têm protocolos de segurança e podem ser acessadas por usuários bem e mal intencionados.

O principal problema dessa conexão é o hacker interceptar o seu sinal junto ao Wi-Fi e ter acesso a todo conteúdo que você usa durante a conexão grátis.

Já imaginou alguém ter o seu login e senha das redes sociais? Do banco e do e-mail?

Mas, a seguir, vamos entender melhor todos os perigos e como se proteger.

Quais os riscos ao acessar uma rede pública de internet?

Acessar um Wi-Fi público nem sempre é uma boa escolha. Confira os principais perigosos desta prática:

Falta de Segurança: as redes públicas de Wi-Fi geralmente têm poucas ou nenhuma medida de segurança, o que torna mais fácil para o hacker interceptar o tráfego de dados dos usuários.

Roubo de dados: cibercriminosos podem usar técnicas ilegais para capturar informações pessoais, como senhas, números de cartão de crédito e outros dados confidenciais transmitidos via conexão.

Riscos de Malware: em redes públicas, os usuários podem ser expostos a malware e outras ameaças cibernéticas, especialmente ao baixar arquivos ou clicar em links maliciosos.

Ataques de Intercepção: um ataque de interceptação ocorre quando um hacker se posiciona entre o dispositivo do usuário e o servidor de destino para interceptar e manipular o tráfego de dados.

Redes Falsas (Fake Networks): cibercriminosos podem configurar redes falsas que se assemelham a redes legítimas para atrair usuários a se conectarem a elas, é aí que eles roubam as informações e monitoram as pessoas.

Agora que você já conhece os riscos de acessar redes públicas, vamos conferir em quais situações é realmente necessário se conectar a elas.

Quando acessar uma rede Wi-Fi pública?

Apesar das redes Wi-Fi gratuitas não serem seguras, há situações em que é necessário acessá-las. Sendo assim, considere se conectar ao Wi-Fi público quando houver:

Emergência: caso esteja em uma situação de emergência e não tiver conexão residencial ou remota;

Lugar de confiança: ao se conectar, escolha a rede de um estabelecimento conhecido, como aeroporto ou cafeteria. Em alguns casos, essas conexões podem ter medidas de segurança. Mas sempre confirme com um atendente se a rede que aparece disponível é realmente a oficial do local.

Acesse só o necessário: mesmo na emergência, evite entrar no aplicativo do banco, no e-mail e nas redes sociais. Navegue apenas em sites de notícias ou atualize o aplicativo de localização de trânsito, por exemplo.

E mesmo nas situações listadas acima, vale a pena ter alguns cuidados.

8 dicas para se proteger ao usar o Wi-Fi público

Para evitar ataques criminosos, confira o que fazer ao usar um Wi-Fi grátis:

1 – Verifique a origem da rede

Jamais acesse uma rede Wi-Fi pública sem saber a identificação do local que está fornecendo a internet.

É uma biblioteca, ônibus ou bar? Confirme com um funcionário o nome da rede, afinal, muitos hackers criam conexões falsas com identificações parecidas com chamadas atrativas, como “Wi-Fi grátis” ou “Wi-Fi Free”.

E caso não saiba de onde está vindo o sinal, não arrisque e não faça a conexão.

2 – Use uma VPN

VPN vem da sigla em inglês de “virtual private network”, que significa rede privada virtual. Essa rede cria uma conexão segura entre o seu servidor e a internet, ou seja, ao usar a VPN enquanto acessa o Wi-Fi público, os dados trocados com a rede serão criptografados. Na prática, mesmo que o hacker consiga ficar entre a sua conexão e o servidor, a criptografia garante uma camada adicional de privacidade.

Além disso, procure acessar sites que começam com HTTPS. Isso significa que os dados da página também são criptografados. É mais segurança para o usuário.

3 – Ative a verificação em duas etapas

Este recurso representa uma segurança extra para os seus dados. Desta forma, além de informar a senha de acesso, é preciso confirmar alguma informação extra, como código enviado por SMS ou via autenticadores.

4 – Não faça transações bancárias

Durante o acesso a rede grátis, evite qualquer tipo de transação bancária ou informações confidenciais. Por isso, não entre no aplicativo ou no site do banco, não compartilhe nenhum dado financeiro ou detalhe do seu cartão, e não faça compras online.

Esses conteúdos são extremamente sensíveis e, nas mãos de pessoas mal intencionadas, podem gerar sérios problemas.

5 – Não acesse as redes sociais

Imagine alguém com o login e senha das suas redes sociais! Esse é o risco que você corre ao acessar o Facebook, Instagram ou TikTok em uma rede pública, por exemplo.

Assim como com os apps e sites de bancos, evite entrar nas redes sociais em conexões gratuitas.

6 – Nunca compartilhe arquivos

Enviar ou baixar arquivos não é uma boa escolha quando se está usando uma rede pública de internet.

O problema aqui é que, ao baixar um documento, você pode baixar também vírus para o seu dispositivo. Já ao enviar um arquivo para um amigo ou familiar, corre o risco de espalhar malware para as pessoas.

7 – Desligue o Wi-Fi após o uso

Após usar uma rede Wi-Fi pública, desconecte-se imediatamente. Deixar a rede ativa, mesmo sem acessar nenhum site ou aplicativo, deixe seus dados mais vulneráveis a pessoas má intencionadas. Por isso, ao finalizar a tarefa, já desligue o Wi-Fi.

8 – Desativa a conexão Wi-Fi automática

Por padrão, celulares Android e iOS têm o recurso de conexão automática em redes Wi-Fi ativado.

Isso significa que, quando o aparelho não tem internet, se conectará automaticamente a uma nova rede Wi-Fi, podendo esta ser pública e potencialmente perigosa.

Ao desativar esta função, que fica em configurações do sistema, você economiza bateria e garante a proteção da sua rede.

Viu só como é possível diminuir os riscos ao acessar uma rede pública?

Agora que você já conhece os perigos e sabe como se proteger, é só compartilhar este post com seu amigo ou amiga que adora usar o Wi-Fi público.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR